segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Auto retrato


"Sou filho de Deus, o canto é meu melhor jeito de amar, vou me entregar, descobrir, que sou uma pessoa da luz, olhar que seduz a paz..."

Sou filho de minha mãe. Meu pai só teve a função de me trazer para o mundo e isso não lhe/ me diminui e nem lhe/me enaltece. Esse foi o plano que Deus traçou pra minha vida. Não me queixo por essa sorte, agradeço a oportunidade de ingressar nesse mundo mesmo sob essas circunstâncias.
Nunca fiquei só, sempre tive pessoas maravilhosas ao meu redor que ajudaram a moldar o meu caráter, me ensinaram valores morais e me apresentou a Deus, o Pai que nos ama, que nos entende e que não tira os olhos de nós em nenhum instante. Disseram-me que Ele está em tudo e em todos e que não fica em um trono de Rei, passando decretos reais, mas que nos convoca a ajudá-lo em suas dificuldades. Havia nele uma humildade sem fim e um amor que transcende qualquer erro que venhamos a cometer.
Descobri o meu verdadeiro eu vivendo com essas pessoas, eram meus avós, minha mãe, meus familiares e amigos que me ajudaram a formar a essência do que eu sou hoje. A Bíblia nos diz que não cai uma só folha de uma árvore sem o consentimento de Deus. A forma com que ele conduz as nossas vidas é só a forma certa de encontrarmos a nossa felicidade. Não escondo o meu eu atrás de máscaras, deixo-o sempre na superfície. Meus valores não são jogados na lata do lixo, meu passado não é esquecido nem nos momentos mais tortuosos, são sempre lembrados como frutos do crescimento que adquiri para a construção de um futuro feliz. Que carinho eu teria com as pessoas que me moldaram se de uma hora pra outra tentasse viver de acordo com algo que não acredito e que não me dá sustentação?
Sou assim, vivo assim, sorrindo mesmo triste, vivendo e não me lamentando, ajudando e não pedindo a outro que ajude. Sou feliz assim, esse é meu auto retrato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário