segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Saúde pública?


Dias atrás, o profissão Repórter da Tv Globo tratou a respeito da saúde pública, ou seria da falta dela? Via-se com a reportagem que os preceitos dos direitos humanos não estavam sendo cumpridos. Longas esperas em filas, pessoas sendo feitas de bobas entregues à sorte de um atendimento caótico e desrespeitoso. Profissionais desestimulados e governantes e dirigentes da saúde com a maior cara-de-pau que nem todo óleo de peroba do mundo seria capaz de lustrar, um deles chegando a dizer que a situação da saúde do país era difícil, mas este não renunciara ao cargo de diretor de um hospital como aquele retratado ali, porque sem dúvidas o salário deve ser ótimo e a capacidade de fazer ‘mutretas’ melhor ainda. Onde ficam os valores morais pessoais dessas pessoas? Isso se é que eles existem.
A quem recorrer nesses momentos? Quem tem dinheiro e/ ou ousadia adere a um plano de saúde, mas quem não o tem? Fica a mercê do descaso dos governantes e a corrupção latente? Peçamos aos senhores políticos que sejam menos corruptos, porque querer que não sejam já é utopia. E a nós, povo brasileiro, que ao ver situações semelhantes a essas vistas na reportagem não sejam esquecidas quando se muda de canal ou quando se desliga a tv, mas que sejam lembradas a cada dia e principalmente rememoradas quando estivermos diante das urnas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário