quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

A voz do silêncio


Poderia me lamuriar, agredir pessoas, matar, xingar, pecar e fazer mais um infinidade de coisas, mas preferi deixar que o silêncio falasse por mim. O silêncio é compreensivo, acalma mesmo quando a nossa mente deseja oitenta mil formas de vingança e faz com que repensemos situações, relações e circunstâncias. Era pra ser, o silêncio falava pra mim, e tendo acontecido só aumenta a fortaleza que há dentro de ti. Tempo ao tempo.


“Nenhum sofrimento é absurdo. Está sempre alicerçado na Sabedoria de Deus” (São Tomás de Aquino)

Nenhum comentário:

Postar um comentário