Você deixa?

O que eu mais queria era hoje invadir a sua casa, invadir a sua alma e o seu coração e em meio a esses escombros que visualizo em seu olhar poder me aninhar, entre pedras e espinhos e aos poucos, lá na frente, começar a arrumar essa casa que é você. Quero fazer dela meu abrigo, meu refúgio, minha fortaleza, meu porto seguro em dias tempestivos... Não é muito, você deixa?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A gata e o periquito: Uma fábula de amor

O olhar do menino

Caetano não é pra high-techs