domingo, 22 de março de 2015

A vida não está em uma caixa!

Nos últimos dias discute-se que a sociedade não está preparada para ver algumas coisas (cito o tão famoso beijo entre Fernanda Montenegro e Nathália Timberg na novela das oito). Digo e repito: a sociedade (nós) não está despreparada para ver certas coisas, na verdade estamos anestesiados e com preguiça de mostrar o que há lá fora para as nossas crianças e assim entender que a vida não é uma idealização dentro de princípios dos quais não utilizamos, mas reclamamos os direitos autorais.
Não é uma caixa animada que ensina ou influencia, somos nós. A televisão não ensina uma criança a beber ou a fumar, somos nós que influenciamos dentro de casa. Nem tampouco a televisão influencia a criança a ser má e mentirosa, são as ações conjuntas da sociedade que a levam a ser dessa forma. Exemplifico: uma criança vê o pai criticando uma mulher por se vestir de maneira "indecorosa" e dessa maneira se sentirá à vontade de fazer o mesmo, pois encontra apoio. As crianças não nascem preconceituosas, observe que elas não fazem distinção de amiguinhos, mesmo que estes façam parte de uma condição social e econômica diferente da que nasceram, isso elas aprendem isso com a gente.
Somos nós os espelhos de nossas casas, mas não é por isso e por outras coisas que devemos criar os nossos filhos em uma redoma. Não criamos ninguém para nós, nossos filhos não serão animais de estimação, presos em nossas gaiolas, eles criam asas e seu voo é orientado por nós, mesmo que eles tomem rumos contrários. Sendo assim, não critique a vida que ele escolheu mesmo que você não aceite, apenas respeite. O respeito de entender que mesmo você tendo dado a ele ferramentas para ele crescer e não sofrer, ele interpretou diferente de como você concebeu e vive conforme acha correto.
E ao discutir uma sociedade que você defende como correta, questione a si próprio: O que é correto pra mim? O que é socialmente aceito? A partir dessas discussões você entenderá que transgrede mais que qualquer um que beija alguém numa novela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário