Do amor


Amor é calmaria. Amor é profundidade. Paixões são tempestades, raios, trovões e ventos fortes em mar agitado. Amor não. Amor é como um oceano calmo em dia de sol, no qual o jangadeiro navega suavemente. 
Amor é contemplação. É um zelar constante, é sacerdócio, é serviço. 
Amor é foda, sem ser apenas sexo. Amor é alma, carne, transcendência. 
Amor é Vida. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A gata e o periquito: Uma fábula de amor

O olhar do menino

Caetano não é pra high-techs