Buenos Aires


Buenos Aires tem mesmo bons ares. O vento frio vindo não sei de onde, contrasta com o sol que está ali, mas parece que não está disposto a nos aquecer. A cidade respira cultura em seus prédios semelhantes aos vistos na Europa, nos monumentos louvando os heróis de outrora, demonstrando que tem orgulho de seu passado e se preocupa com que o será no futuro. 
Preocupação que se vê na discussão da descriminalização do aborto, na educação e no trabalho. Os argentinos brigam pelo que acreditam, discutem, debatem. E leem. Nunca vi tantas livrarias por metro quadrado e tantas pessoas lendo em praças e parques. Oxalá um dia tivéssemos essa cultura em nosso país, de ler o mundo, de contemplar as coisas e deixar que a vida passe ao modelo portenho, sem pressa alguma. 
Don’t cry for me, Argentina! Voltarei outra vez. 



27/06/2018
Navegando pelo Rio La Plata entre Colónia del Sacramento (Uruguai) e Buenos Aires (Argentina)


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A gata e o periquito: Uma fábula de amor

O olhar do menino

Caetano não é pra high-techs