domingo, 21 de junho de 2015

Antes e depois


Se voltássemos há um ano, talvez estivesse preocupada com as suas ligações ou a falta delas ou com o jeito que sempre me impunha viver. Talvez em algum dia de algum ano no passado eu estivesse temendo a solidão como uma barata que teme morrer pelo inseticida ou uma pisada de um pé raivoso, hoje, contudo, não mais. Não, eu não fiquei fria, nem muito menos deixei de me importar contigo e te amar, é que talvez agora eu tenha finalmente conseguido preencher minha vida com minha presença não mais precisando viver conforme os outros me direcionavam, nem precisando mendigar atenção alheia porque diferente de antes eu hoje consigo me ter como companhia, e uma muito boa por sinal. Por isso peço que não faça drama, eu estou bem. Eu não deixei de gostar de você, eu só aprendi a gostar mais de mim antes disso.

Júlia Siqueira 

Nenhum comentário:

Postar um comentário