domingo, 4 de setembro de 2016

Orgulhe-se.

Dias desses uma colega de trabalho me disse que eu era lindo e virou para todos na sala como se precisasse de aprovação com um “não é, gente?!”. Eu ruborizei de imediato e proferi a famosa desculpa de quem adora fugir de elogios e quer soar modesto: O que é isso?! São seus olhos. E ela de um jeito simples, mas enérgico, disse que pessoas que agem assim estão desprezando as constatações do outro e que eu deveria apenas me sentir lisonjeado porque ela falava a verdade, que ela não está errada em dizer isso. Calei-me. Dias depois, alguns colegas elogiaram bastante uma atividade que fiz na escola em que trabalho e eu mais uma vez de maneira modesta (e idiota) repeti o que já havia dito anteriormente.
O que faz com que nós, por vezes, não acolhamos o fato de sermos incríveis no que fazemos ou o jeito que somos? Medo de sentirmos que estamos inferiorizando alguém? Medo de sabermos por outra pessoa que o nosso trabalho ou a nossa forma de ser é tão maravilhosa que nos torna diferente? Receio de ser diferente? Querer rebaixar-se para ficar no “padrão” e assim ser mais um na multidão? Talvez tudo isso, mas o que menos queremos é ser um padrão, ser igual, pensar as mesmas coisas e executá-las do mesmo jeito sempre. Então por que razão querendo tudo isso, não aceitamos o fato de que sim, somos diferentes, únicos, maravilhosos, lindos e podemos ser elogiados por isso?
Orgulhe-se! Se alguém reconhece isso em você é porque isso é real, e você no fundo sabe que é. Dê a si próprio a oportunidade de reconhecer isso. A gente não gasta rios de dinheiro no terapeuta para nos sentirmos melhor? Então, por que cargas d’água não aceitamos essa melhoria em nós e paramos de ser modestos conosco de uma forma que só serviu aos santos medievais? Você é bonito! Obrigado. Fim. Você é o melhor amigo! Sim, obrigado. Você tem um talento nato para x coisa. Obrigado.
Seja grato e não modesto. Tenha orgulho do que você faz, pois construiu isso, trabalhou para isso e agora colhe os louros de tudo o que realizou. Somos importantes e queremos ser melhores? Seremos importantes e melhores, e aceitaremos isso. Se gabe por isso. Risque na sua parede que você é maravilhoso sim! Você não estará sendo pedante se é capaz de fazer ou se você é daquele jeito. Aprenda: as pessoas gostam de estar perto de outras que são felizes, completas, saudáveis e realizadas. Aceite seus aplausos com gratidão. Orgulhe-se. 

Um comentário:

  1. Além de professor ainda escreve esse cara é um gênio!

    ResponderExcluir