quarta-feira, 20 de julho de 2011

Morrer para viver

É preciso morrer um pouco a cada instante, se desfazendo de conceitos que outrora nos sustentava, para mais tarde viver para algo que realmente nos fortaleça... Não morre a lagarta para que nasça a borboleta? Não morre a árvore, mas antes deixa várias sementes ao seu redor? Não morre o sol todos os dias dando espaço para o luar?


"... e é morrendo que se vive para a vida eterna!" (São Francisco de Assis)

Um comentário:

  1. Você disse tudo! A cada momento de nossas vidas nós morremos e renascemos. Isso é bom Porque deixamos coisas más para trás e renascemos para coisas novas!

    ResponderExcluir