segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Viva a idiotice!

Como diz Jabor em uma de suas crônicas, a idiotice é vital para a felicidade. Já percebeu que quanto mais as pessoas que se apegam a uma pseudo-inteligência daquelas que acham tudo que é popular trash e de mau gosto, e preferem versar sobre assuntos que nem mesmo elas dominam só no intuito de parecer mais interessante, se tornam as pessoas mais chatas do universo, devido a uma exacerbação de seriedade? Pois é! Como se a vida já não fosse séria por si só e pelos seus problemas e percalços.
Por isso é preciso ser tão retardado quanto um Homer Simpson pra realmente entender que a felicidade na vida está escondida nas transgressões, longe dos autores de livros famosos e dos discos de música erudita e sim nas alegrias vagabundas dos pasquins jornalísticos que faz chacota da vida alheia e da nossa própria vida e das músicas que não saem da nossa mente mesmo que não tenhamos comprado álbum de artista desconhecido algum. Vivamos o lado besteirol da vida e sejamos felizes, isso que importa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário