segunda-feira, 16 de abril de 2012

Guardei


Coloquei de volta na gaveta as declarações de amor escritas, são suas e não quero que outra pessoa que não seja você as tenha. Junto delas guardei aquela foto que tiramos em nossa última viagem, quem sabe um dia ela volte ao porta-retratos do lado da minha cama, mas por enquanto estará bem no fundo escuro da gaveta da cômoda, ali quietinha entre o amor que não posso mais expor e o carinho que tem que estar subentendido nas minhas frases. “Guardei sem ter por que, nem por razão ou coisa outra qualquer...”, diz a música, eu, porém, guardei na esperança de resgatar um dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário