segunda-feira, 7 de maio de 2012

Persistência


Não vou desistir de nós, essa é a máxima. Vejo em seus olhos o quanto amadureceu neste tempo em que a morte nos separou. Somos almas gêmeas, nunca esqueça, cunhadas de um mesmo sentimento, dividida em duas pessoas, mas com uma mesma identidade, um mesmo amor. Não adianta você fingir que não lembra, em algum lugar do seu coração em meio à poeira do tempo perdido está tudo o que já vivemos, intacto, pronto pra ser usado novamente por ti. Temos muito que aprender e reaprender, mas eu não desistirei, Deus sabe que nós somos dignos de viver tudo isso novamente. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário