terça-feira, 7 de agosto de 2012

Procuro-me



Onde estou? Quem sou? Me perdi de mim, como criança em festa de largo. Ouço as vozes de minha mãe me chamando. Mas como é meu nome? Como sei que ela me chama? Ela é minha mãe? Ela existe? Eu existo? O que sou? Disseram-me que nós somos um sonho de um ser evoluído que sonha conosco quando adormece e que adormecemos quando ele acorda! Será verdade? Procuro-me e não me acho, quem me encontrar, avise! 
 Perdoe, mas não há recompensas, não sei se valho tanto assim. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário