quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Tudo mudou?



Tudo mudou. O beijo, o toque, o olhar, o jeito de pronunciar meu nome – dizia-me ele, está tão diferente de quando a gente se conheceu. Eu via o brilho de felicidade nos olhos dela, o simples tocar dos nossos lábios me dava arrepios, mas hoje, não sei o que dizer sobre. Perguntei: - Diferente como? Não sei explicar, é complicado. – respondeu-me. As pessoas são como as estações do ano, os aniversários, as datas no calendário, elas mudam o seu jeito de pensar e de agir mais rápido que uma fração de segundos, quando você entender que você também mudou de algum jeito, aí vai perceber que o que você sente atingiu outro patamar, que não é mais paixão, que se tornou amor. – falei a ele. E qual a diferença entre paixão e amor? Pra mim é tudo uma coisa só! – disse ele confuso. Respondi: - A paixão é boa, mas ela passa! Ela não tem o poder de entendimento, de espera, de paciência, ela se acende, se consome e se apaga de maneira rápida, já o amor é diferente. Ele suporta qualquer dor, é compassivo, se alegra com a alegria do outro muito mais do que a própria. Será que a mudança que ocorreu é que a paixão de antes virou amor? –perguntou-me. Assim espero! Se não que pelo menos seja o início de uma grande amizade. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário