quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Extremista



Sou de extremos! Como quem gosta de café quente e água gelada, não curto meios termos, meias verdades. Nossas falas devem estar em coerência com a nossa prática, se não de que vale falar alguma coisa? Simplesmente para chamar atenção? Para causar estardalhaço? De todo modo, acredito que se deve viver aquilo que se diz e não se esconder entre palavras bonitas e inacessíveis para a massa. Viver, viver, viver. Falar? Não sei. São apenas palavras, e muitas vezes os ventos as levam. E ações? Essas moldam realmente aquilo que você é de verdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário