Sobre inteligência e mediocridade

Por vezes é necessário ser inteligente e sair de cena. Sair de cena para não dar uma surra em alguém, para não dizer a verdade quando por diversos momentos se optou permanecer em silêncio apenas por educação ou simplesmente para não perder a razão e a compostura e ser deselegante se igualando à mediocridade alheia, resguardada em palavras rebuscadas. Às vezes é necessário sair de cena, porque é melhor ser um coadjuvante ou figurante sem expressão do que um protagonista imbecil.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A gata e o periquito: Uma fábula de amor

O olhar do menino

Caetano não é pra high-techs