quarta-feira, 7 de março de 2012

Especial


Existiu um sonho, uma expectativa, um anseio. E assim, buscando alcançar o meu objetivo, foi que comecei a caminhar, talvez agora com as minhas próprias pernas como criança que dá seus primeiros passos, seguro de si e sem medo das quedas, rumo ao tesouro perdido de minha felicidade.
Nessa estrada encontrei inúmeros desafios, mas existiram os momentos alegres e divertidos também, briguei com os parceiros de caminhada, outras vezes apeguei-me a eles como tábuas de salvação. Tive que abandonar alguém no caminho e por muitas vezes esse alguém era eu mesmo, revestido daquilo que não era mais necessário carregar para o fim da estrada.
Mudei muito em tão pouco tempo, embora certas transformações não possam ser vistas ao defrontar com um espelho. Não sou mais o que queria ser, o que almejei e sim, o que a vida se encarregou de fazer de mim, e ela desejou que fosse ESPECIAL.

Nenhum comentário:

Postar um comentário