sexta-feira, 29 de março de 2013

Ele fez por amor, nós não fazemos por preguiça...



Eu acho válida a reunião das famílias em dias como o de hoje, só não encaro a comilança e diversidade de pratos como algo bom. Penso nas pessoas que são menos favorecidas e hoje terão novamente o jejum como companhia, penso no sistema político-social que nos envolve e vejo a discriminação com o ser humano, a distribuição desigual de renda em um mundo tão rico, e percebo que Jesus hoje sofre mais, que as feridas nos seus punhos e pés sangram com mais intensidade e nos vemos comemorando, no lugar de fazer o papel que Ele nos destinou, o de amar o próximo e servi-los em sua necessidade. Como não fazemos isso por vezes, pelo menos eu oro. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário