domingo, 10 de março de 2013

Saudade, daqui uns dias eu te mato!



Sim, sinto saudade. Saudade dos sorrisos sinceros e das conversas intermináveis. Saudade do riso solto, da gargalhada estridente, das músicas cantadas juntos. Faz falta as festas, as loucuras, as resenhas, as piadas, os maneirismos ao falar, os almoços, jantares e lanches e as comemorações sem motivo. Faz falta. Mas aí recordo de tudo isso e as lembranças me consolam aliviando a saudade que tenho. Saudade da minha família, dos meus amigos, do povo que amo.
Saudade você está jurada, daqui uns dias eu te mato!

Nenhum comentário:

Postar um comentário