sexta-feira, 21 de junho de 2013

Brincar de viver




Dosagens homeopáticas de felicidade e riachos de seriedade e tristeza são demais pra qualquer ser humano. Por isso aprendi a brincar com a vida uma vez que ela insiste em fazer das suas com a gente. Quando há alguma página desse grande livro escrito em tom melodramático, tento arrancar algo de engraçado ainda que o tom seja de total humor negro. Rir sempre é o melhor remédio, ainda que essa frase seja tão clichê. Rir das suas próprias desgraças faz o coração parecer leve e a vida menos doída de ser vivida. Porque tudo parece tão difícil? – perguntava-me alguém há alguns dias atrás. Se tudo fosse tão fácil não lutaríamos e estaríamos no céu e não na Terra. – respondi.
Enquanto nada se facilita ou pelo menos se descomplica, é melhor continuar a se brincar de viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário