quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Meu alvo é Cristo



Jesus quando andou pela Terra não o fez por exortação de sua figura, nem muito menos para se exibir como fazedor de milagres, ele realizava suas obras de acordo com a necessidade dos que o procuravam de forma livre e desinteressada. Ele não fez acepção de pessoas, deu a cada um, ricos e pobres a escolha de o seguir, mas os alertando que essa escolha era árdua e difícil. Miremos nossas vidas na vida do Cristo, não falo o Filho de Deus, numa mera tentativa de dissociar as duas imagens, mas naquele homem, filho do carpinteiro e da dona de casa que saiu de seu lar para pregar às pessoas uma boa notícia, a notícia de que o amor pelo próximo salva. Nós como homens e mulheres seguidores desse Cristo que se fez homem para dignificar-nos é temos nossa imagem um espelho da vida do Cristo, ainda que um espelho difuso? Ou propagamos a imagem dos que usam o nome de Cristo para aparecer para a sociedade? Reflitamos sobre isso antes de qualquer ação.


 “Nem todo aquele que diz Senhor, Senhor entrarás no reino dos céus". (Mateus 7: 21)

Nenhum comentário:

Postar um comentário