sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Podres poderes

Você que tem horror a política, que espera que saia de alguma catacumba o nosso ilustre Salvador da Pátria, que tem nojo das últimas gestões em todo o país, que odeia Dilma porque ela foi presa por ser uma guerrilheira na ditadura militar, que não confia no discurso volúvel da Marina ou que acha Aécio um governante para as elites, esse texto é pra você. Sim estou falando pra você cidadão ilibado, que cumpre com todas as suas funções sociais e que acha que honra o seu país com o seu discurso vazio de mudança, de mudança estática, de revolução de Facebook e de sofá.
Você, que acha terrível os milhões desviados dos cofres públicos todos os dias, proferindo amplos discursos inflamados contra essa corja que rouba os cidadãos de bens, mas que acha normal receber um troco errado, caso ele seja para mais obviamente. Você que acha uma situação terrível o que aquela estudante fez com o jogador do Grêmio ao ponto de solicitar uma nova legislação contra o racismo, mas não quer que sua filha case com um negro, nem que seu filho 'dê pra viado'. A revolução tem que acontecer, desde que ela não comece em seu santuário particular.
Voltemos às suas convicções políticas. Vejo os seus inúmeros pedidos nas redes sociais de que os militares voltem ao governo, esquecendo-se de sua infância de merda tendo que escolher o que comer, pois a inflação corroía os salários de seus pais. Hoje, posa de rico, com filhos na faculdade com bolsas do governo, casa financiada, além de um belo carro na garagem que comprou quando o IPI reduziu. Hipócrita. Vejo você reclamar ainda que o seu emprego é ruim, que não é valorizado, que os governos nunca valorizaram a sua área de atuação, mas nunca você se valorizou como profissional, uma vez que quase que mensalmente apresenta atestados médicos falsos de doenças que nunca teve, só para matar trabalho.
Tem tantas outras coisas que poderia falar de ti, como por exemplo quando come sua esposa imaginando a colega de serviço, como trai os seus filhos lhe dando presentes banais no lugar de atenção, como adora furar uma fila de banco, como gosta de estacionar em vaga de idoso e deficiente e como és medíocre e mentiroso, mesmo sustentando a fala de grande cidadão honroso que tem ojeriza do errado. Piadista.
Então, mesmo vendo todos esses seus defeitos, eu diria, você, é você, não presta nem para governar sua casa, não imagino que você seja capaz de atribuir algum juízo de valor a esses candidatos que aí estão. Analise-se ou cale-se. Seu melhor voto é o silêncio. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário