sábado, 17 de novembro de 2012

Maldade


Gente sempre boazinha demais cansa. Aquela voz mansa, aquele olhar condenatório quando se fala uma verdade mais que latente e que todos ignoram ou fingem não existir. Eca! Dá nojo! Não que queremos um mundo em que o mal prevaleça e as coisas andem mais fora dos trilhos do que estão. Não somos tão loucos a esse ponto. Mas somos loucos. Loucos para escancarar verdades e fazer com que elas doam, como espinho em ferida em cicatrização. Loucos para que as máscaras caiam e um dia sejamos aqueles que dirão a famosa frase “Eu não te disse?” ou aquela outra “Eu te avisei”, cheio de ironia, sarcasmo e ódio velado embutido em cada vogal e cada consoante.
Cansei de ser bonzinho - frase mais usual que papel higiênico em noite com diarreia, porém que sempre vale em dias ruins e de raiva. Então vamos ser maus. Vamos dar uma volta do lado contrário só pra ver como é que tá. Quem sabe a gente pega gosto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário