segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Finitude



      E nos descobrimos finitos. Os nossos planos poderão acabar a qualquer momento, as pessoas que amamos podem partir em algum instante inesperado, podemos não ir à reunião importante da sexta, talvez não estejamos aqui pra ir ao churrasco no domingo, e nos defrontamos com uma certeza dura e cruel que não nos atentamos por vezes, a de que a vida tem o seu ponto final. Essa vida material que a gente tanto gosta (ou não!) e que nos proporciona conhecer, experimentar, curtir, lutar e ser um verbo. Ela não é pra sempre! E nos descobrimos finitos! Ou nos redescobrimos... afinal sabe-se lá o que nos espera! 




Nenhum comentário:

Postar um comentário