sábado, 29 de dezembro de 2012

Matéria de amor



Mudem o papo, todos nós procuramos um amor. FATO! Todos nós desejamos aquele amor nojento que nos acorda no meio da noite depois de um dia cansativo de trabalho, só pra jogar conversa fora e contar como foram as coisas. O que coloca apelidos tensos que tentamos esconder a qualquer custo dos amigos ou que chega em sua casa e se sente mais dono de lá que você e seus pais. Então não sejamos estúpidos de mentir uma realidade que até o satélite da NASA percebe lá de cima. Nós seres humanos dotados de inteligência e racionalidade nos tornamos dementes nessa matéria de amar, e olha que eu já repeti essa “disciplina” umas três vezes. 


Júlia Siqueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário