quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Viver


Vivo como se o dia de amanhã fosse nascer só pra mim, mesmo que talvez eu não faça parte dele. Esperança deve ser o nome dessa força que toma conta de mim sempre que algo não sai como queria. Tentar sempre. Mesmo que em algum momento as forças se esvaiam, cessem e o desânimo bata. Viver sempre, mesmo entendendo que nem sempre a vida é tão bonita como Gonzaguinha cantou. Viver, um dia de cada vez, apreciando os momentos, as paisagens, as pessoas e a si mesmo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário