domingo, 28 de abril de 2013

Amo-te mais



Quando te vejo atravessar a rua e correr pro carro fugindo da chuva, sorrindo pela surpresa do tempo, amo-te mais. Quando vejo reclamar que não tem uma roupa pra vestir porque sujou todas e esqueceu que elas não se lavam sozinhas, amo-te mais ainda. E vendo a sua concentração mexendo em papéis e acertando contas matemáticas, amo muito mais. E rindo das piadas sem graça do Zorra Total, enquanto roubo o último pedaço de pizza, me faz amar mais. E suas caretas, sua risada que é mais engraçada do que os casos que conta, e o sua concentração, as conversas animadas, os debates que poderiam ser televisionados de tão bons que são e as coisas mais diferentes e inusitadas que acontecem com a gente me faz te amar mais e mais e mais... Até quando? Pergunta difícil. Espero que dure o tempo necessário para nunca esquecer!

Nenhum comentário:

Postar um comentário