terça-feira, 9 de abril de 2013

Dor




“...Perder é também uma forma de ganhar. Um dia eu precisei amar minha dor. Era o único jeito que tinha de continuar vivendo. Quando acolhida, a dor se dissipa aos poucos e, de maneira incrível e surpreendente, o que parecia ser definitivo transforma-se em matéria transitória...”

Pe. Fábio de Melo, Tempo de Esperas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário