terça-feira, 8 de novembro de 2011

O conselho


Nunca pensei que isso fosse possível mesmo sempre tendo escutado essas coisas dos meus familiares. Lembro que certo dia, sentado na varanda de minha casa enquanto brincava com meus carrinhos, minha avó vem em minha direção, óculos no rosto e avental amarrado na cintura dizendo-me o costumeiro conselho quando conversava com alguém: - Quando encontrares alguém que sacuda o seu coração, amarás não só as qualidades mas acima de tudo os seus tropeços, suas falhas, suas caras nada convidativas. Encontrarás o seu ódio, a sua ira, mas também com o seu amor e a sua generosidade. Quando isso acontecer entenderás cada uma de minhas palavras e as ações que hoje condenas e acha errado. Amar é possível meu filho, só que para isso é necessário esquecer tudo aquilo que você aprendeu sobre o amor, jogar fora todas as concepções forjadas ao bel prazer de não sei quem e um dia sentirá e entenderás o que digo.
Começo a compreender...

Nenhum comentário:

Postar um comentário